Rumo a Londres (ou “Como se hospedar de graça em Londres”)! [Rota Kids realizados Sonhos dia 7]

(Hoje nosso post é muito especial – É o primeiro com boa parte do texto feito pela Beatriz! )

Hoje pegamos nossas malinhas em direção a Gare du Nord, estação de trem próxima ao nosso hotel, para pegar o trem da Euro Star rumo a Londres e assim encerrar a nossa passagem por Paris.  A escolha do hotel foi baseada muito na proximidade da estação e na facilidade de locomoção até ela.   De fato, pudemos ir a pé em uma caminhada de poucos minutos. As passagens já estavam compradas pela internet com bastante antecedência.   Como sempre, planejamento é tudo e poupa muito tempo e preocupações, especialmente quando estamos com crianças!

JpegVisão da Gare du Nord.  à esquerda, o Eurostar.
Visão da Gare du Nord. à esquerda, o Eurostar.

É gratificante e ao mesmo tempo um alívio poder embarcar para outro país com tanta precisão, rapidez  e facilidade, e por outro lado tanta segurança e tranquilidade.

A viagem de Paris para Londres pelo Eurotunel tem um processo de imigração muito interessante.  Ainda na estação francesa, passa-se pelo controle de passaportes francês, anda-se uns 20 metros, passa-se pela imigração e controle de passaporte inglês (com funcionários ingleses).  Ao chegar em Londres, é só sair do trem e pronto.  Simples, não?

Com isso, sobrou tempo para passear pelas lojas da Gare du Nord e comprar as últimas lembranças da Cidade Luz.

Como a gente comprou cartões postais, fomos à uma banca de jornais comprar selos e mandar os cartões pelo correio.

Jpeg
Postando cartões para os amigos no Brasil

A gente também foi em uma loja que tinha um “tubo”de Mentos [balas] enorme e papai comprou um desses para a viagem.  A estação de trem e o freeshopping tem uma variedade de lojas e serviços. E o papai comprou o Pierre , um ursinho de pelúcia de Paris e deu de presente para a mamãe.

Dando uma volta pela estação, descobrimos um totó, sabe aquele brinquedo que você bota a bola em campo e chuta ela com o bonequinho? Ele também conhecido como pebolim. Assim pudemos nos distrair um pouco durante a espera para o embarque no nosso trem.

Totó de altíssima qualidade.  Papai ganhou uma partida e eu a outra.
Totó de altíssima qualidade. Papai ganhou uma partida e eu a outra.
DSC04044
Conheçam o Pierre, nosso novo amiguinho de viagem!
DSC04046
Pierre virou o xodó da viagem
DSC04041
Pierre só apreciando a paisagem

 

Ao chegar em Londres, pegamos o metrô na própria estação do trem da EuroStar, para irmos para o hotel. Tivemos que saltar uma estação antes, pois a estacão que era perto do hotel estava fechada!  Assim, andamos muito para chegar ao hotel,mas chegamos!

No entanto depois descobrimos uma estação de outra linha bem mais perto do nosso hotel e passamos a utilizá-la, aliás Londres também tem uma malha de metrô e trens incríveis que podem te deixar bem perto de qualquer lugar, basta saber usar as conexões entre as linhas.

Nosso hotel ficava bem perto do parque na Sussex Gardens. Não ficamos em nenhum hotel de rede desta vez, mas aproveitamos o programa da AAdvantage e retiramos uma boa hospedagem com os pontos, 0800!

Como assim?

Lembram de nossa viagem do ano passado à Itália?  Você pode lembrar que fomos para Milão com escalas grandes em Nova York.  Pois bem.  Ao fazer esta viagem passando por três regiões distintas (America do Sul para América do Norte / América do Norte apra Europa) ganhamos quase o dobro de milhas AAdvantage do que ganharíamos em um voo direto para a Europa.  Cada um de nós quatro possuía o suficiente para reservar uma diária de hotel em Londres com pontos.  Quatro pessoas, quatro diárias.  Foi o que fizemos!  Uma viagem acabou gerando um desconto grande na viagem seguinte!  O hotel escolhido foi o Lancaster Court, totalmente reformado e com uma localização imbatível!

 

Depois de deixar as malas no quarto, fomos ao Hyde Park (pertinho do hotel) procurar a estátua do Peter Pan e o Winter Wonderland.

Primeira decepção do dia, o Hyde Park Winter Wonderland estava fechado para manutenção!  É um misto de feira e parque de diversões, com barraquinhas de jogos, e comidinhas, além é claro dos brinquedos como roda gigante e carrossel.  Teremos que voltar outra vez pois essa atração nos foi muito recomendada, então dêem uma olhada no site e fiquem com água na boca como nós:  http://hydeparkwinterwonderland.com

Antes de achar o Peter Pan, compramos na gift shop do parque uma caixa de comida que eles tem que é especifica para dar aos patos e demais aves do parque.

bicharada esperando acabar a foto para atacar a comida!
bicharada esperando acabar a foto para atacar a comida!
DSC04057
Olha que pombos abusados! Comendo na mão do papai
DSC04104
Vem papá! Cisne não quis comer na mão
DSC04061
Só de ouvir o barulho da caixa eles vem correndo em cima da gente… Socooorro

Foi muito legal passear parto do lago, dar comida para os bichinhos e ver os esquilos, tinha muitos deles nas árvores!

Depois continuamos a “caçada” pela estátua. Demoramos horas para achar. Lembram do post da Itália, que o tema era “A caixa”,então o tema deste dia foi “a estátua”.  Bem, depois de muito procurar, conseguimos finalmente encontrar.

DSC04110
Olha ela aí! Peter pan?! A Bel disse que não… esse é o original e não a versão Disney a qual ela está acostumada a ver.

Mal sabia ela que o Peter Pan é um personagem criado por J. M. Barrie para uma peça de teatro intitulada na época de Peter e Wendy, que originou um livro homônimo para crianças publicado em 1911 , e que dentre as muitas adaptações para o cinema, teatro e TV, está a famosa versão animada da Disney que retrata o pequeno rapaz que se recusa a crescer e que passa a vida a ter aventuras mágicas em uma terra de fantasia com piratas e fadas.

DSC04111
Tem certeza?

Bel não ficou convencida nem um pouco….

Então como o que nos restava era apenas apreciar o parque em um agradável passeio e mais tarde escolhemos um restaurante próximo para jantarmos como reis, rainhas e princesas na Inglaterra.

Fomos no “The Island”, um restaurante muito bom, quase em frente ao Hyde Park.   Claro que as crianças pediram um Hambúrguer e comeram como se fosse de um chef renomado, mas a comida estava uma delícia mesmo. Destaque para a sobremesa com sorvetes e cremes brulées de sabores alternados!

Show de sobremesa
Show de sobremesa

Esse era apenas o nosso primeiro dia na terra de Sua Majestade, mas já tínhamos aproveitado bastante!

See Ya

Dicas deste post:

  • O Eurostar é uma ótima pedida entre Paris e Londres.  Se você levar em conta o tempo que se gasta entrando e saindo dos aeroportos, procedimentos de segurança e imigração, ir de trem é mais rápido que encarar um avião!
  • Reserve um tempo para passear sem compromisso pelo Hyde Park.  Muito bom para relaxar durante a viagem.
  • Com a libra apenas uns 10% mais cara que o Euro, Londres ficou barata.  os preços de alimentação não ficaram muito diferentes de locais equivalentes no Rio de Janeiro.
  • Para nos locomovermos em Londres, compramos o Visitor Oyster Card ainda no Brasil.  É um cartão pré-pago para andar de trem, metrô e ônibus.  Detalhe:  Em Londres, crianças até 12 anos não pagam transporte.  Novamente, o transporte em Londres ficou mais barato que o gasto equivalente no Rio de Janeiro!
  • Em Sussex Gardens há diversos hotéis.  Recomendamos o lugar.  a região do Hyde Park tem comércio local, restaurantes e fácil acesso por ônibus, metrô e trens para outros destinos.
  • Ficamos hospedados de graça em Londres graças ao planejamento e uso de milhas.  Inscreva-se em nosso site (lado direito do post) e receba nossas dicas para fazer sua viagem à Europa ser mais econômica que uma ida ao Nordeste!

1 pensamento em “Rumo a Londres (ou “Como se hospedar de graça em Londres”)! [Rota Kids realizados Sonhos dia 7]”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *