On the road to Gladstone: beach, relax and “bicho morto!”[Rota Kids Down Under, dia 8: 27/07/2019]

O destino da rota de hoje foi Gladstone, muitas piadas com o nome da cidade envolvendo os Flintstones, que ficava a aproximadamente 450 Km de distância e levaria quase 5 horas de viagem se fôssemos direto. Mas esse não era o nosso objetivo – essa viagem pelas estradas era mesmo apreciativa,  para irmos descobrindo os lugares e fazendo uma viagem menos cansativa possível.

Roteiro do Dia

Como ficamos no Íbis próximo ao Aeroporto de Mackay, não tinha muito o que fazer no hotel mesmo, mas o combinado entre nós foi já sair com roupa de banho para a viagem neste dia, pois pararíamos em alguma praia da cidade antes de continuar o caminho para Gladstone.  Passar uma manhã na praia e comer as coisinhas que compramos no mercado como um piquenique.

Vista da praia de Mackay
Casal contra o sol
Selfie da Bia aproveitando a praia
Peixe bel debaixo da água
Peixe bia, repare a cor da água desse mar!
E o peixe Fael revolvendo a areia no fundo do mar
Princesas no mar no rasinho
Garota do Fantástico
É fan-tás-ti-co…

As meninas e o Rafael aproveitaram bastante para mergulhar e brincar na água, sem muitas ondas e de água clarinha. Eu? Eu fique na areia, vigiando as coisas e tomando minha cervejinha de brinde de Townsville e Mackay, cada dia recebíamos água e cerveja de cortesia!! E claro fiquei apreciando a vista e tirando fotos!

Loira admirando a paisagem
Olhar no horizonte da Bibia

De fato ,tivemos que passar protetor porque o sol estava fraquinho e o vento bem forte o que poderia mascarar as possíveis queimaduras solares do dia.  O vento era tal que eu resolvi ficar de camisa de manga comprida dessas de nadar, ainda bem que havia comprado uma para mim no dia anterior.

Eu e Bia na selfie das morenas de óculos escuros

Sempre que vamos na praia a Isabel resolve catar conchinhas e pedras, e desta vez não foi diferente: lá foi ela e Rafael buscando na beira do mar por diferentes conchinhas.

Resultado da busca
As placas diziam ter essas espécies de águas vivas, mas graças a Deus não vimos nenhuma

A praia estava quase exclusiva para a gente, bem vazia mesmo, acho que só turista para ir a praia com esse vento e frio.

Report completo da situação da praia – nos deixa mais seguros.

Acabada a diversão, não poderíamos seguir viagem com as crianças salgadas de água do mar, pois seria muito desagradável e iria sujar o carro de areia e sal.  Por sorte, a praia ainda era provida de uma unidade com banheiro e chuveiros, o que deu para todos nós nos lavarmos e secarmos o suficiente para voltar ao carro e assim poder seguir viagem rumo a Gladstone.  A população de Gladstone é de cerca de 80 mil habitantes, mas a infraestrutura era incrivelmente completa.

Bebel lavando as sapatilhas
Ainda tinham esses recantos para piqueniques, churrascos e reuniões
De volta ao carro

De volta à estrada, a brincadeira agora era reparar nas coisas diferentes que vimos durante o percurso, uma das coisas que vimos e com bastante frequência eram os motorhomes, de diferentes tamanhos e cores, customizados ou não. De fato a cultura do acampamento é muito difundida, passamos por diversos campings onde você pode parar o seu carro ou motorhome, alguns com mais ou menos infraestrutura. Quando começamos a planejar essa viagem até cogitamos alugar um motorhome e ir parar em camping em algumas vezes, no entanto alguns fatores nos levaram a desistir dessa idéia.

Motorhome na estrada

Primeiro o custo, e segundo a velocidade do motorhome: a gente ia demorar muito mais tempo para percorrer os quase 2900km de Cairns até Sydney, e assim perderíamos tempo em Sydney.

Outra coisa que começamos a fazer durante o percurso foi notar os bichos mortos na estrada. É de dar dó ver os bichinhos atropelados, esmagados no asfalto, e isso acontecia demais. Não eram apenas bicho pequeno, eram bichos grandes como esse canguru que até paramos para tirar foto, com um certo receio de que ele não estivesse de fato morto e atacasse o Rafael, mas tava bem morto mesmo. Eca!

Bicho morto! Coitadinho…

Era muito triste mesmo ver os bichinhos mortos na estrada, aliás mesmo com sinalização e todo o cuidado com a fauna local esses acidentes eram bem frequentes, e uma preocupação do Rafael enquanto dirigia.  Felizmente, não tivemos nenhum incidente neste sentido, apesar de termos visto vários animais (vivos) na beira da estrada.  E as crianças ficaram o tempo todo procurando achar os bichos mortos na pista e gritando “Bicho Morto!”, uma versão australiana da brincadeira brasileira de achar Fuscas na estrada…

Outra coisa bem interessante que vimos foi as paradas rápidas, tipo de ponto de apoio para caminhoneiros e trailers que além de banheiro tinham café de graça, uma maneira de manter o motorista alerta e também evitar acidentes. Além disso, placas de sinalização instigavam os motoristas a brincar de um jogo de perguntas e adivinhações e assim evitar a fadiga e o sono nas longas e monótonas estradas australianas.

Exemplo de Quiz – a resposta está alguns quilômetros adiante (créditos: iStock)

Como a distância era bem grande até Gladstone fizemos uma parada para abastecer, descansar e comer alguma coisa num centro comercial perto da estrada. Vê-se claramente a influência britânica na culinária, comemos um fast food de fish and chips como na Inglaterra. God save the Queen!

Comida fast food muito boa e saborosa
Cada uma no seu lugar de volta à estrada…

Chegamos ao Mecure de Gladstone já de noite e o hotel era bem grande e confuso, pois ficava ao lado do Yaralla Sports Club e o movimento de pessoas era bastante intenso. Estacionamos o carro e descemos para a recepção para fazer o check in, primeira dificuldade subir e descer com as malas nos elevadores para o check in e depois subir de novo pra o quarto, mas valeu a pena. Desta vez ficamos todos no mesmo quarto e as instalações eram muito boas – recebemos upgrade de categoria pela fidelidade Accor.

Princesas instaladas
Bibia mostrando a placa do quarto

Já instalados e de banho tomado, descemos pra o restaurante para jantar. Tínhamos duas opções no hotel,  mas já estavam quase fechando. Escolhemos um que parecia até mais requintado e era a la carte, para um jantar mas descansado.  Foi até digamos que peculiar, por que eles tinham umas máquinas de jogos e você podia pedir fichas para jogar, as meninas ficaram com vergonha mas vimos outras crianças fazendo.

Um bom vinho para relaxar da viagem
Costela com batata frita!!
A cara de sono da Bia dizia que por hoje é só pessoal!

Pelas caras de cansado e o restaurante vazio dava a dizer que era hora de nos recolhermos, pois o dia estava mesmo no fim. Por hoje é só pessoal, amanhã mais estrada e mais aventuras na Austrália.

See Ya

Dicas deste post:

  • Fadiga ao dirigir não é brincadeira.  Dirigir várias horas seguidas pode ser perigoso, então procure descansar bastante no dia anterior, fazer paradas regulares, se hidratar bastante e ter uma alimentação leve.
  • As praias de Mackay são lindíssimas, vale curtir um pouco.  Tenha sempre atenção às recomendações locais sobre condições do mar e presença de animais perigosos, principalmente em praias que você não conhece.
  • Muito cuidado com os animais na estrada.  Como mostramos, há muitos atropelamentos de animais selvagens, que podem causar um acidente grave.  Fique sempre atento nas placas de presença de animais e dirija sempre com atenção às margens da estrada.
  • Novamente a fidelidade Accor rendeu um upgrade de quarto. Planejamento é tudo.

 

2 pensamentos em “On the road to Gladstone: beach, relax and “bicho morto!”[Rota Kids Down Under, dia 8: 27/07/2019]”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *