Viajar é preciso e precioso

Pessoal, hoje vou falar um pouco mais de mim  e de minha família e explicar nossa crescente paixão por viajar e conhecer novos lugares.

Moramos no Rio de Janeiro, mas eu sou natural dE Cachoeiro de Itapemirim no Estado do Espírito Santo, sim  a terra do Roberto Carlos, e não meu nome não é Roberta por causa dele, meu pai também se chama Roberto! A distância entre o Rio e Cachoeiro é de aproximadamente 400 Km, isso de carro dá umas 6 horas de viagem e muitos “falta muito mamãe?” ou “tá chegando?”, quando se viaja com crianças. Já era assim quando eu era pequena e meu pai nos trazia para o Rio para visitar meus tios que aqui moravam, e olha que nós somos cinco irmãos.

dsc02498“ai que saudade dessas terras, entre as serras…”

Minha mãe devia ter uma paciência enorme, mas também quando a paciência acabava…

Viajar naquela época era diferente de hoje a começar pela segurança no carro. Ninguém usava cinto de segurança, nem mesmo cadeirinha, muitas vezes iam uns em cima dos outros ou deitados no bagageiro. Quem nunca andou no bagageiro do carro? E era um barato! No entanto, os motoristas e os carros também eram diferentes, portanto toda segurança exigida hoje tem sua razão de ser e nós não apenas seguimos todas as regras em viagens como apoiamos 100%.

Ultimamente viajar pra Cachoeiro dá até uma preguiça, sair do Rio e enfrentar a Br 101, principalmente em feriados prolongados, quando o trânsito da região dos lagos é intenso…

E Campos dos Goitacazes então? Putz a cidade que nunca acaba, são quase 100 Km de cidade, sinais, engarrafamento, motoristas malucos, bicicletas surgindo do nada, tem mesmo que ter muita paciência! Quando passamos do limite entre os estados até faço uma oração: Vinde Espírito Santo…Aleluia, Aleluia!!!

Mas as crianças gostam muito de ir para lá, a casa é grande, tem cachorro, tem os primos e os avós, os paparicos e brincadeiras sem fim. Casa de vó é tudo!

dsc02999
Bagunça com vovô Valadão

E por falar em avós, do outro lado também é só diversão! Grande parte da nossa paixão por viajar foi influência do vovô Julio e vovó Rita. Os avós salientes e itinerantes que não conseguem ficar muito tempo sem pegar uma estrada!

Jpeg
Viajar com os avós é tudo de bom. Miguel Pereira-maio/2016

Eles são o tipo de pessoas que saem para ir ao supermercado e resolvem viajar para Goiás! Sim, eles já têm na mala do carro uma malinha de viagem sempre preparada com os itens básicos!!

No entanto quando falamos em viagens mais longas e em família, como um bom Donnici, planejam tudo, ou quase tudo… E foi com a experiência deles que aprendemos e nos apaixonamos pelas viagens, e confesso fomos aprimorando as técnicas de planejamento e descobrindo novos roteiros e lugares.

Viajar não é só uma maneira de conhecer novos lugares, é descansar da rotina, é crescer culturalmente, é fazer até um afago na alma e muitas vezes sentir-se mais feliz e mais leve! E para nossa família Rota Kids é uma maneira de nos aproximarmos ainda mais, nos amarmos ainda mais, cuidar uns dos outros e apreciar momentos felizes com as pessoas mais importantes de nossas vidas: a FAMÍLIA!

Família Valadão Donnici de Azevedo
Família Valadão Donnici de Azevedo

see ya

 

 

2 pensamentos em “Viajar é preciso e precioso”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *