2015: o ano da mudança

2015 foi para nossa família o ano da mudança e o início das nossas aventuras viajantes!

Já havíamos feito duas viagens internacionais com as meninas (ambas para Orlando) e algumas nacionais (para o Nordeste e algumas pequenas fugidinhas nas vizinhanças do Rio de Janeiro), mas quase sempre foi uma viagem por ano e com muitos cuidados por elas serem ainda bem pequenas.  Em 2015, sentimos que já podíamos tentar viagens um pouco mais desafiadoras, mais culturais e com mais frequencia.  O bichinho da viagem já tinha mordido as pequenas e elas curtiam mesmo eram as experiências novas, não importando muito o destino.  Também neste ano o Rafael comemorava 40 anos e fazíamos 10 anos de casado, o que nos levou a comemorar o ano todo, com muitas viagens!

Janeiro em Santa Catarina

Logo em janeiro, fizemos de nossas férias, nossa primeira aventura.  Há muito tempo eu queria conhecer o parque Beto Carreiro World em Santa Catarina, mas sempre que planejávamos, o preço ficava tão alto e similar à Disney que acabávamos em Orlando novamente.

No entanto, eu achava precisávamos conhecer os parques brasileiros também e valorizar o que é nosso.

Ok, lá fomos nós! Planejamos a viagem de avião até Navegantes e lá pegamos um carro alugado até o balneário de Piçarras, que é uma cidadezinha próxima a Penha, onde se encontra o parque Beto Carreiro. Ficamos no Hotel Imperador, de frente para a praia.   Logo no dia em que chegamos, no calor do verã,o fomos  para a praia, as meninas adoram.

Mar calmo, água em temperatura agradabilíssima e muita tranquilidade!

20150114_105936
Vista da calçado do hotel, olha a proximidade da praia e toda a infra estrutura que o Hotel proporciona!

Sabíamos que o parque era bem menor que a Disney e que poderíamos ir em um ou dois dias apenas, então aproveitamos para conhecer um pouco a região também e fazer umas comprinhas.   Foi quando fomos pela primeira vez em uma das lojas Havan!  Em Barra Velha tem umas das maiores lojas da rede.

Bia no poster da loja
Bia no poster da loja
dsc06949
Vista da loja no topo da estátua da liberdade

Confesso que para as meninas a praia era o maior atrativo, mas fomos no dia seguinte ao parque Beto Carrero. Logo na entrada a falta de organização e informações claras nos chamou atenção, e nos fez comparar o modo como o visitante é tratado nos parques da Disney.

dsc07099
Show de natal do Shrek e sua turma
dsc07196
O castelo colorido é a marca do parque que pode ser avistado de bem longe
dsc07118
Diversão nas xícaras

O calor era muito forte, e em muitas atrações ficamos aguardando sob um sol escaldante e até a água mineral foi ficando escassa para comprar. Como agavante, o parque não tem bebedouros, de modo que a situação era realmente séria.  Vimos pessoas molhando a cabeça em torneiras de jardim para espantar o forte calor, algo muito além do imaginável.

Os próprios funcionários ficavam expostos ao sol por horas.  O show do Natal do Shrek foi feito em um palco sob o sol – nem a platéia aguentava ficava perto do palco, as pessoas procuravam as sombras das árvores para se abrigar do sol.  Imagino o calor para os personagens.  O incomôdo era tanto e a falta de respeito com o visitante tamanha que as crianças pediram para ir embora e voltar para o hotel, ir para a praia ou piscina.  É, não posso dizer que tivemos uma boa experiência no Beto Carrero, mas apesar de tudo é um lugar de diversão para a família, mesmo ainda achando o custo benefício muito alto!  O hotel, em compensação era excelente, o restaurante do hotel, ótimo e a praia também muito boa para crianças.

Carnaval em São Paulo

O ano ainda estava no início e resolvemos passar o Carnaval em São Paulo. Espantoso?  É, mas descobrimos que é uma ótima época para estar na maior metrópole brasileira, pois a cidade fica bem mais vazia e por consequência o transito flui muito melhor.  Fomos de carro para termos mais liberdade, já contando com o trânsito mais tranquilo o que, de fato, aconteceu.  Ficamos no Adágio Itaim Bibi, tipo aparthotel e gostamos muito da experiência.

Programamos passeios com as meninas, como sempre mesclando cultura e divertimento. Além de visitar o Mercado Municipal (como já disse, é sempre um ótimo local em toda cidade que tem um) e a famosa 25 de março em busca de adereços para a festinha de aniversário da Bia em março, fomos na Kidzânia,  Hopi Hari e no museu Catavento Cultural!

Vista parcial da Cidade Kidzania
Vista parcial da Cidade Kidzania

A Kidzânia,  para quem não conhece, existe em várias partes do mundo e é um “simulador de vida adulta”. Esta fica dentro do shopping Eldorado e, como fomos no Carnaval, mas especificamente na quarta-feira de cinzas, pegamos um horário especial e ficamos lá de 12:00 até as 20:00 horas e, pasmem, não deu pra fazer tudo!  O esquema é o seguinte, você compra o ingresso (criança paga 120 reais e adulto 50 reais) que dá direito a uma “passagem” para a cidade de Kidzania. Todas as atrações são patrocinadas por alguma empresa.   Por exemplo: o ingresso é uma passagem de avião da TAM, ao entrar você deve ir até o Banco Bradesco e descontar seu cheque de 50 Kidzos e receber o dinheiro para comprar as atrações que desejar e assim por diante.  Algumas atrações são pagas(com Kidzos) e outras você pode “trabalhar” e receber por ela.  Por exemplo, você pode ser o carteiro (ou entregueiro como a Bel dizia), e receber 8 Kidzos pelas suas entregas, ou pagar 12 Kidzos e fazer seu hambúrguer no Burger King e assim por diante.  A criança aprende o valor do trabalho e como gastar seu dinheiro com o que quer.

20150218_140547
Isabel aprendendo a fazer o cheeseburger no Workshop do Buger King. Depois cada um leva o seu próprio sanduíche para comer.
20150218_121850
Bia e Bel aprendendo a higienizar as mãos para preparar sua pizza
20150218_155329
Isabel e sua amiguinha Rachel em uma ação da UNICEF aprendendo sobre nutrição e como cuidar dos bêbes

Foi uma experiência memorável e enriquecedora para as crianças, super recomendável.

 

Fomos também no Hopi Hari, parque próximo a região de Vinhedo, e pegamos uma promoção de ingressos para o Carnaval que valeu muito a pena, apesar da chuva.  As meninas curtiram mais a área de brinquedos dos Looney Tunes, voltada aos pequenos.  Novamente, filas zero, o que ajudou a compensar um pouco o “trauma” do Beto Carrero. Todos puderam ir em todas as atrações que quisessem, quantas vezes quisessem!

20150217_143008
Aqui começou a paixão da Bebel Maravilha
20150217_130349
Personagens e diversão, em um parque quase só para elas!!!
20150217_173741
Pernalonga e os Donnicis depois do show
20150217_141838
O poder de descer e subir quantas vezes quiserem pois a fila era nenhuma!!!

 

Fomos ainda no Catavento Cultural onde elas puderam ver e fazer experiências e se encantar com a ciência, as máquinas e o saber humano.

20150219_125225
Arrepiando os cabelos
20150219_131640
Bia dentro da bolha de sabão gigante
20150219_143714
Viagem no submarino

Isso tudo e nós ainda estávamos no início do ano…

Agosto em Orlando

No início de agosto, após a minha demissão da empresa em que trabalhava, fomos persuadidos pelo vovô cara de banana a ir a Orlando mais uma vez.  No entanto, como tínhamos estado nos parques ainda no ano anterior, combinamos de ser para nós uma viagem de uma semana e mais voltada para compras.  Mesmo assim, visitamos novamente a Legoland (que não tínhamos ido no ano anterior), e  pudemos ir a um parque aquático com toda família!!

Jpeg
Lego Friends na Legoland
img_0025
Ela finalmente conseguiu comprar um óculos sem grau e parecer ainda mais com a mamãe!!
1439065009428
Compras também podem ser divertidamente gostosas. mms

A gente sempre dá uma cota em dinheiro que cada uma pode gastar como quiser e comprar o brinquedo que quiser.  Vamos orientando e fazendo diariamente a contabilidade.  Até que o dinheiro da Bel acabou, e dissemos a ela que agora ela não tinha mais dinheiro dela.  Tudo bem! Na hora do jantar mais uma pérola da pequena loira: “Vovó eu não posso pedir nada nesse restaurante, porque meu dinheiro acabou!”

Ai meu Deus!!

Explicamos a ela que o dinheiro havia acabado apenas para os brinquedos, e que comida papai e mamãe que pagam, o alívio dela foi visível!!!

Jpeg
Bubba Gump Shrimp , restaurante temático do filme Forrest Gump, jantar com toda a família Donnici
Jpeg
restaurante Dicks, sempre uma piada!! Donnicis amam!!

Ainda teve Itália em dezembro!

Essa ainda não era a última viagem do ano, pois em dezembro fizemos nossa aventura pela Itália, mas essa vocês já leram no início do blog.  E quem não leu, volte algumas postagens e leiam.  Foi muito divertido e aventureiro como sempre!

O que gostariam de conhecer melhor?

Enfim, este é o resumo de 2015.  A idéia aqui não era detalhar cada atração, mas sim dar uma visão geral deste ano bem viajado.

Gostaram do relato? Gostariam que detalhássemos mais alguma atração?  Mandem seus comentários!

see ya

Dicas deste Post:

1 pensamento em “2015: o ano da mudança”

  1. excelentes as sua dicas Roberta, principalmente para quem tem crianças,
    continue nos deleitando com suas aventuras com as pequenas. bjs e boas viagens

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *