Cairns, mergulhos, procurando Nemo e Dory [Rota Kids Down Under, dia 5: 24/07/2019]

Enfim chegou o grande dia, dia de conhecermos parte da beleza submarina da costa leste da Austrália, A Grande Barreira de Corais. E como brincamos, dia de procurar o Nemo e a Dory!

O nosso barco, o Silver Swift, estava marcado para sair às 8:00 horas do píer número 7, na marina de Cairns. A marina era bem organizada e apesar do enorme número de companhias de turismo e  de barcos saindo ao mesmo tempo, a sinalização e a ordem eram muito bem feitas.

Logo você era direcionado ao balcão da sua operadora, onde já de posse da reserva feita via web anteriormente para o passeio, mergulho e snorkel e também tudo já previamente pago com cartão de crédito (que geram pontos no cartão que viram mais viagem no futuro), trocamos o voucher por pulseiras de acesso ao barco. Depois disso ainda tivemos tempo para ver a gift shop onde compramos uma toalha, já que acabamos esquecendo de trazer do hotel, uma sapatilha para a loira que estava com o chinelo machucando e um óculos escuros para ela , porque afinal os olhos verdes ficam incomodados com o sol e claro que ela não trouxe os dela!

O dia prometia ser um dia bonito, o sol ainda estava acordando.
Todas prontas para o embarque

Partiu barco! Pontualidade britânica, entramos e nos acomodamos no deck inferior, perto a uma janela e ao deck de saída para os mergulhos, além de ficarmos no andar onde seria servido o buffet de alimentação: café da manhã, almoço e lanche da tarde, pois teríamos todo um dia de passeio no barco.  Antes de partir de fato, a tripulação toda nos foi apresentada e foi indicado que quem pudesse se sentir mareado que fosse até o buffet e retirasse as pastilhas para enjoo, uma para cada criança e duas para adulto.   As pastilhas eram pastilhas de gengibre e a indicação era devido ao fato do mar estar muito agitado no dia e então o barco poderia balançar por demais. Claro que eu fui buscar as tais pastilhas e tomamos eu e as meninas as pastilhas mastigáveis (de fato talvez tivesse ter tomado mais…)

Logo depois do barco sair, foi servido o café da manhã, com variedade de bolinhos, café , chá, leite e sanduichinhos, tudo bem gostoso.  Primeiro erro: nunca experimente algo que pode não cair bem em um barco navegando em mar agitado. Resultado, eu que geralmente já enjoo em barco, com gosto do chá preto misturado com leite na boca, aquilo foi voltando que eu não chamei o Raul chamei foi a banda toda!!!

O barco faria no total 3 paradas, e em cada uma delas era possível mergulhar e observar a natureza submarina da Grande Barreira de Corais , mas em cada parada avistamos espécies diferentes. A tripulação que nos foi apresentada  foi separando quem ia fazer o mergulho com cilindro ou só snorkel. Os mergulhadores foram direcionados ao deck superior onde receberiam as instruções necessárias ao mergulho, havia pessoas ali que iriam fazer o mergulho pela primeira vez, o batismo como se diz, e precisariam de maior atenção dos instrutores.

As outras pessoas que fariam apenas o snorkel, como eu e as meninas,  receberam as instruções no deck inferior mesmo.  Assistimos vídeos sobre a fauna e flora da região e recebemos instruções de como usar a máscara, o snorkel e as nadadeiras, que mais tarde nós iríamos experimentar e escolher nosso equipamento para já deixar separado para a hora dos mergulhos.

Sim, eu fui fazer snorkel também! Eu não ia deixar as meninas mesmo com todo equipamento de segurança, nadadeira e colete e ainda sabendo que elas sabem nadar direitinho, já que fazem natação no Botafogo, mas em mar aberto dá um medinho na mãe.  Me senti o Marlim segurando a nadadeira do Nemo para ele não se perder, no caso meu Nemo é a minha pequena Loira né! A Bia mesmo perto deixei a mão, é mais independente mas nem assim tirei os olhos dela nesse primeiro mergulho.

Deck de saída para mergulho onde nos preparamos colocando os equipamentos e guardamos os mesmos quando voltamos de cada mergulho.
Beatriz no deck de saída o barco ainda não tinha chegado na parada. reparem atrás dela há um local com flutuadores (macarrões) disponíveis para quem precisasse e o chuveirinho com água doce para nos lavar ao voltar do mergulho.

Na primeira parada o Rafael iria fazer o mergulho com cilindro e eu ia de snorkel com as meninas, mas o combinado era que se desse tempo ele ainda iria dar outro mergulho com elas. Nesta parada, o mergulho dele era a 22m de profundidade,  mas pelo menos no snorkel vimos alguns peixões – mas ainda nada dos corais com o Nemo e a Dory.

Peixões bem perto do barco
Garoupa escondida
arraia
Esses peixes eram muito grandes!
Pepino do mar

Depois que ele voltou e descansou alguns poucos minutinhos elas quase exigiram que ele fosse de novo com elas mergulhar. Eu subi no deck superior para apreciar a vista e descansar um pouco. Este é o único momento que eu consegui registrar mesmo que de longe os três nadando.  Até havia um fotografo junto mergulhando mas as fotos além de caras nem ficaram tão boas para valer a compra.

Olha os três nadando lá em baixo, a Bia de camisa rosa a bel de laranja e Rafael de preto
Selfie do deck superior com os Donnicis lá em baixo

 

Bibia under water
Bebel treinando os sinais de mergulhador. Tudo ok Belzinha!!
Voltando para o barco

O barco partiu para a segunda parada, esta um pouco mais distante. Neste momento foi servido o almoço.  Neste segundo mergulho o Rafael  só fez snorkel com as meninas, até para dar um pouco mais de atenção a elas, afinal ele que entende da vida marinha.

O almoço foi servido com algumas opções de salada, macarrão, frango com legumes e sobremesas como frutas, mousses alem de pães. As bebidas eram água, sucos, refrigerantes a parte chá e café a vontade,  também tinham frutos do mar e muffins.

Passando o tempo da digestão, o barco partiu para a ultima parada onde veríamos mais corais. Uma  mergulhadora nos levou a um “swimming tour”, um mergulho de snorkel guiado por ela.  Funcionou mais ou menos assim, o grupo ia nadando todo junto e quando parava ele mergulhava e voltava dizendo as espécies que você poderia observar naquele ponto.

Confesso que eu a bel ficamos para trás do grupo diversas vezes, mas o mergulho foi muito legal e bonito. E assim nós achamos  o Nemo varias vezes e a Dory também!

Este slideshow necessita de JavaScript.

A gente também  achou vários outros peixes e animais marinhos. Nós encontramos uma tartaruga olhando para gente!!!:)

Voltamos para o barco, tentamos nos secar ao máximo para depois lanchar e iniciar a volta. Neste momento já peguei as pastilhas de enjoo para tomar e o saquinho companheiro para ficar a mão just in case Raul retorne! De fato fiquei bem mareada  mas não precisei incomodar o Seu Raul desta vez!!

Ondas chegando no segundo andar do barco

Chegamos por volta das 17 horas no píer de Cairns e a tripulação toda nos esperava uniformizada na saída para nos agradecer e nos dizer adeus, muito simpático e legal da parte deles!

Fomos para o hotel descansar, tomar um banho relaxar um pouco e acreditem! As meninas ainda aguentaram ir para a piscina mais uma vez.

Essas bóias enormes são uma sensação Bibia adorou
Invejo pique das crianças, olha a Bel nadando…

 

Quase de noite já, resolvemos voltar ao mercado Carins Night Markets e comprar as nossas lembranças, camisetas e gifts e aproveitamos para lanchar por lá.  Comemos os enormes pretzels e crepes recheados de creme e banana em forma de cone, como os que comemos no Japão em janeiro deste mesmo ano.  Quem não lembra desta Rota, pode olhar os posts do Japão, acompanhados de smoothies de chá verde com frutas ou apenas de frutas.

Muito bom crepe de banana com creme
E tem o porquinho no símbolo da loja
Pretzels ou mega churros com smoothies de frutas vermelhas

No dia seguinte pegaríamos o carro para iniciar a nossa rota rodoviária de volta a Sydney pela costa Leste da Austrália, mas isso vamos contar nos próximos posts detalhadamente.

See ya

Dicas deste post:

  • Chegue cedo na Marina para trocar sua reserva pelo ticket do barco. É tudo muito organizado, porém a quantidade de pessoas é bem grande.
  • Para saber um pouco mais sobre o Silver Swift e reservar seu mergulho, visite aqui: https://www.silverseries.com.au/swift.htm
  • Apesar da oferta enorme de barcos de mergulho, a procura é muito grande, então é interessante reservar o seu o quanto antes, com meses de antecedência!
  • Para saber mais sobre a Grande Barreira, Patrimônio da UNESCO: https://whc.unesco.org/en/list/154/
  • Quer aprender a mergulhar para aproveitar ao máximo os destinos no exterior, como Cairns, ou mesmo no Brasil?  Recomendamos no Rio de Janeiro a Escola de Mergulho Akantus: http://www.akantus.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *