Tokyo: Rainbow Bridge, Tecnologia, Gundams e Inovação [Rota Japão dia 12: 30/01/2019]

Well, a primeira parada deste dia deveria ser cedo no novo mercado de peixe de Tokyo. Pegamos o ônibus para a região revitalizada de Toyosu, uma ilha artificial na Baía de Tóquio. Tudo bem que não era tão cedo assim, mas quando chegamos no local, o mercado estava fechado!!!! E isso realmente não estava no roteiro, não havia nada indicando que poderia estar fechado naquele dia, não havia no site justificativa para o fechamento, até hoje não sabemos o porquê. Foi frustrante, especialmente para o Rafael que queria muito ver o novo local especialmente projetado para os jogos olímpicos do próximo ano, ele estava bem ansioso.

“Hoje o mercado está fechado.  Caminhos de visitantes e restaurantes também estão fechados.”

Whatever, o dia ainda estava apenas começando e nós tínhamos planejado muitas outras atrações para visitar na região de Rainbow bridge, Odaiba. Odaiba é outra ilha artificial da região, e pode ser alcançada facilmente da região do mercado de peixes utilizando o monotrilho.

A região remete à uma das imagens típicas que temos do Japão: muita tecnologia, robôs e arquitetura moderna. A ilha possui vários shoppings e prédios patrocinados por diversas empresas, exibindo o que elas tem de mais moderno.

Começamos então pelo Toyota Megaweb. Trata-se de uma espécie de parque temático da Toyota, onde o usuário pode entrar, ver os novos modelos e experimentar a tecnologia inovadora da Toyota, não apenas voltada para o setor automotivo. Havia robôs que falavam com as meninas, muita interação em jogos e simuladores. Pode-se ainda sentar e fazer um test drive em vários modelos de veículos vendidos pela empresa, ou simplesmente entrar em dezenas de veículos expostos no showroom.
O primeiro lugar que visitamos era a vitrine do Kirobo, um robô desenvolvido por universidades e com a Toyota, e que foi enviado ao espaço com o primeiro astronauta japonês da ISS.  Ele usa inteligência artificial e reconhecimento facial para se comunicar.  Usamos as poucas palavras que sabíamos de japonês para falar com ele, que olha para a pessoa e acompanha com os olhos enquanto responde.  Bem legal!

 

Kirobo só fala japonês
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Homem e a máquina do futuro

Veículos de transporte pessoal sendo desenvolvidos pela Toyota

Experimentando as novas tecnologias no test drive

Há uma área onde, por conta dos jogos olímpicos e paraolímpicos, eles mostram como a tecnologia auxilia os atletas e como se sentem os atletas paraolímpicos. As meninas experimentaram jogar basquete na cadeira de rodas, andar de bike com os braços e outros jogos, assim elas puderam sentir como era competir como um atleta que apresenta alguma dificuldade motora, por exemplo.

Bia tentando usar a cadeira de rodas para o basquete
Bike com as mãos

A preocupação com os portadores de necessidades especiais estava presente também nos veículos do showroom, onde vários deles já vem de fábrica com dispositivos de auxílio.

Carros adaptados para qualquer tipo de dificuldade motora

Depois descemos a um outro nível onde elas puderam ter aulas de direção, exibindo as plataformas de carros elétricos e de células de combustível em desenvolvimento pela empresa. Cada uma de acordo com sua idade e tamanho, aprenderam a dirigir o carro com o instrutor e depois dirigiram sozinhas em um circuito simulando as situações cotidianas de trânsito.  Com isso, tiraram suas próprias carteiras de motorista, e ficaram as duas muito orgulhosas!

Primeiras informações com o instrutor
Já na aula

 

Isabel fazendo o circuito de rua sozinha, após as instruções iniciais.
Câmera de bordo mostrando as reações da motorista em tempo real
Isabel motorista com carteira
Beatriz com licença para dirigir, pelo menos na Toyota mega web!

Em outro andar do complexo, pode-se conhecer um pouco da  história do automóvel, em uma  cenário de rua repleto modelos antigos.

Toyota Sports 800, primeiro esportivo de série da empresa (1965)
Olha o fusquinha aí!!
Rabo de peixe
A concorrência também tem vez. Carro da Honda clássico
já vi esse carro em algum lugar de volta pro futuro não?!

Próxima parada do dia era bem próxima, o Epson teamLab Borderless, dentro do Shopping Pallete Town, onde em um mesmo lugar pode-se visitar espaços que te levam a experiências sensoriais incríveis, utilizando as mais modernas tecnologias de projetores e lasers da Epson.  Um show de luz, cor e som, onde em cada sala se faz uma nova descoberta e por vezes essas imagens são também interativas.

vejo flores em você! A projeção de girassóis em todas as faces das paredes , chão e tetos
A sensação que está no meio de uma chuva de primavera é bem legal

Imagens de cor, luz, forma e sons que se formam-nas paredes, tetos e chão das salas temáticas.  Uma das minhas prediletas foi a dos cristais de led, com cuidado para não tocá-los.

Inúmeros leds coloridos em cordões enormes
Em tons de branco a sensação é de está em meio a cristais de gelo, parece estar na cena de Frozen
O espelhos pela sala também nos permitem tirar fotos bem interessantes

É muito encantamento ver todas aquelas luzes bailando nos cristais e em alguns momentos inclusive de acordo com trilhas sonoras, com aquele chão espelhado ampliando ainda mais a magia do lugar e levando a gente por alguns minutos para estar em outro mundo. Você pode em um desses ambientes controlar as luzes de acordo com um tablet e determinar as cores e luzes de acordo com o dia ou noite, estação do ano e etc.

Controlando as luzes

Em outra sala, lanternas penduradas com luzes que mudavam também de cor enchiam uma sala toda espelhada.  Neste ambiente tínhamos um tempo determinado para ficar, pois a sala tem uma capacidade reduzida de pessoas por vez, mas deu tempo para se sentir como a Rapunzel e pensar se as lanternas flutuantes são pra mim!

Bia olha ainda na fila para entrar na sala as lanternas flutuantes mudando de cor na sala toda espelhada
As tonalidades encantam ainda mais o espaço, impossível não tirar uma selfie

Em outra sala, uma sala de eletroacústica, as luzes dos canhões dançam com as batidas eletrônicas do som muito mas muito alto!! Quase não aguentamos ficar muito tempo.

Uma sala toda escura com som bem alto e canhões de luzes dançantes

Agora sobe, tira o sapato quem estiver de salto, e seguimos pra uma sala mais sensorial ainda, onde o chão parece um pula-pula e as crianças se divertem em espaços entre enormes bolas e desenhos flutuantes. Realmente um lugar onde a arte da luz é refletida em momentos que mexem com a emoção de cada pessoa.  Assim finalizamos nossa visita ao Epson Pallet.

O piso todo irregular e “mole” parecia mesmo um pula-pula
Beatriz entre os enormes balões iluminados com cores diferentes
Aqui Isabel desenhou a tartaruga e entregou a monitora que escaneou o desenho e…
depois o desenho da tartaruga apareceu nadando no painel da sala!

Ainda na região, visitamos o stand do Kawasaki Robostage onde podemos ver a tecnologia da robótica a serviço da humanidade, seja reproduzindo seu desenho facial através de reconhecimento da imagem, ou na indústria farmacêutica e em pesquisas científicas.

Na chegada um robô já te dá as boas vindas

Na Robostage, temos demonstrações de robôs realizando tarefas cotidianas, como desenhar e usar um tablet, bem como robôs industriais pesados, utilizados como base para um simulador de voo virtual!

O braço robô lá atrás faz todos os movimentos do simulador, de forma bem realista e precisa!

 

Mãos robóticas simulando a indústria farmacêutica
A máquina escanea o rosto e do outro lado desenha a Beatriz

Seguimos dali em direção ao DiverCity Shopping, onde tem uma enorme estátua do robô Gundam, uma daquelas figuras de desenhos japoneses antigos que eles estavam querendo muito ver .  E não é que quando chegamos, já de noite, a estátua faz uma apresentação e se mexe, contando um pouco da história do personagem, tudo em japonês né, mas com muita luz e som fazendo uma pequena demonstração, quase uma transformação gundam.  Enquanto as telas atrás mostravam cenas do desenho animado, levando os fãs a loucura, diante da enorme estátua.

Para mim parecia um Transformer gigante
As cores iam mudando e ao mesmo tempo ele mexia os braços
Mas ele sabia tudo sobre Gundam e tava feliz de ver o gigante!

No shopping ainda tem a Tokyo Gundam Base, uma loja gigantesca com literalmente milhares de kits Gundam para montar!

literalmente milhares de robôs para montar!!!

Na volta para o hotel, ainda conseguimos ver a região de Rainbow Bridge, toda iluminada a noite ainda mais bonita por sinal!! Assim terminamos mais um dia corrido e produtivo em Tóquio.

Rainbow Bridge
Tem até um ar bucólico a ponte e os prédios iluminados…

See Ya!

Dicas deste post:

  • A vantagem de não termos conseguido ir ao mercado de peixes é que já temos uma desculpa pronta para voltar ao Japão!
  • Se você tiver uma carteira de motorista válida, pode realizar um test-drive gratuito dos carros mais modernos da Toyota, no Toyota Mega Web.
  • A região de Odaiba tem pelo menos 4 shoppings bem grandes, escolha um para visitar, pois não dá para fazer as atrações principais da região e mais todos os shoppings em um único dia!
  • Mais sobre o Toyota MegaWeb aqui.
  • Mais sobre o Epson Teamlab Borderless aqui.
  • …e sobre o Kawasaki Robostage aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *